Colóquio Gatronômico reúne Chefs em Pirenópolis

Com a presença de empresários e alunos de gastronomia e turismo, os temas oscilaram entre o negócio e a gastronomia como ativo cultural, propiciando um debate rico e muito dinâmico.

Publicado em 25 de junho de 2010

Nesta quinta feira, no Cinema de Pirenópolis, aconteceu o Colóquio Gatronômico com a presença de vários Chefs debatendo “Um negócio chamado Gastronomia”.

Com a  presença de empresários e alunos de gastronomia e turismo, os temas oscilaram entre o negócio e a gastronomia como ativo cultural, propiciando um debate rico e muito dinâmico.

Telma, da fazenda Babilônia falou sobre a história das receitas de familia e a dificuldade em decidir sobre a montagem do seu negócio, Fernando Barroso, abordou as técnicas e a colaboração da ciência no desenvolvimento da gastronomia.

André Barros polemizou com ironia sobre a Gastronomia Molecular, dizendo preferir a astronomia muscular “que exercita o maxilar” .

Simon falou sobre a descoberta do cerrado e comentou que não compreende porque a culinária de Goiás não é considerada uma das melhores do Brasil pela mídia, e que este tipo de evento ajuda neste posicionamento.

Muitas perguntas, muitos debates, muita informação, o colóquio foi muito bom, quem não foi perdeu.

Participantes dos Colóquios.

  • Fernando Barroso – Alimenta Bistrô (Fortaleza – CE)
  • Telma Lopes – Fazenda Babilônia (Pirenópolis – GO)
  • Fernando Hanna – Hanna’s Buffet (Goiânia – GO)
  • Simon Cederholm – Restaurante Aquavit (Brasília – DF)
  • Evandro Ayer – Fazenda Vaga Fogo (Pirenópolis-GO)
  • Newton Emerson Pereira – Restaurante Cateretê (Goiânia – GO)
  • André Barros – Restaurante Malauí (Goiânia – GO)




voltar ao topo ↑


Subir! ↑